segunda-feira, 23 de agosto de 2010

A MISS UNIVERSO 2010 É A .... MISS MÉXICO





Meus amigos, saiu o resultado neste instante:
Miss Universo - Miss México
2ª Colocada - Miss Jamaica
3ª Colocada - Miss Austrália
4ª Colocada - Miss Ucrânia
5ª Colocada - Miss Filipinas

25 comentários:

Lucas disse...

Linda. Foi merecido.
Depois da grande injustiça do ano passado quando a mexicana não entrou no TOP 15.

Anônimo disse...

Ganhou uma miss com beleza comum e de baixíssima estatura, sem graça nenhuma......seria a mudança do "Padrão TRUMP"???? Totalmente sem graça, sem contar com o fiasco para a GAETA que foi a não transmissão pela BAND.....Final sem graça, ganhou uma miss sem graça...

Anônimo disse...

Oi,Evandro!parabéns pela ligeireza!Felizmente a mexicana venceu.Era, disparadamente a melhor.Na minha avaliação:1°)México; 2°)Austrália;3°)Ucrânia; 4°)Guatemala e 5°)Filipinas(mesmo).A ucraniana estava muito afetada ; a mexicana muito nervosa, o que achei que a prejudicaria.Você viu a tailandesa no estilo MU 65?A abertura deveria ser com os trajes típicos e , logo , a premiação; ficaria mais bonito o concurso.Lamentei a ausência de Miss Brasil(com tantos corpos ruins) e Trindade.Na realidade, corpo mesmo, só México e Guatemala.o vestido mais bonito foi de Miss Irlanda, se bem que a Miss Ucrãnia estava muito bonito (tirei pontos na discrepância entre o busto farto e os braços finos demais.sinceramente ,Jamaica(ainda mais, vice) e Chéquia entre as 15?Um concurso bem enxugado e ainda durou 2hs.assisti pela TNT.Comentários terríveis de ignorância sobre o MU.Com tanta gente , e miss ,para comentarAbraços, Japão PS:Acho que a fluminense substituiria com vantagens a Miss África do Sul.Miss Guatemala, desde o início me chamou a atenção:estava brilhante!Pensei que fosse vencer.Pena que exagerou no movimento das sobrancelhas.Aí, torci para a mexicana.

Anônimo disse...

das 5 semifinalista, Jimena era a mais sem graça mesmo......Uma pena não ver as Misses BRASIL e IRLANDA na final deste concurso vendido e sem credibilidade!

Giovani Medeiros JS disse...

Não entendo até agora por que a Miss Irlanda não ganhou... deu um show de beleza e elegância... para ficar a horroroza das Misses Austrália,Ucrânia e Filipinas... N]ao entendi nada! Ainda bem que México e Jamaica ficaram na frente dessas aí, foi o pior concurso! O juri nem se fala....!!! Me poupe mesmo!!!!!!!

J. Botafogo disse...

Das 5 finalistas gostei da vencedora e da Filipinas, lamentando as ausências da Irlanda, França e Albânia. Débora Lyra perdeu-se pelo excesso de peso. Sempre prometendo perder 5 kg, nunca o fez, isto é, tinha consciência que estava com uns quilos a mais, para participar de um concurso como o "Miss" Universo.
Abraços.

Anônimo disse...

Que corpinho mais lindo!e 'baixa'.foi um resultado feliz, não foi?A elegância de Miss Filipinas foi por água abaixo quando foi retirar o envelope da pergunta.A mexicana foi absoluta.Japão

GIOVANI disse...

Muito bonita a Miss México e Miss Universo 2010. A grande injustiça da noite foi com a Miss Irlanda, pois no mínimo ela deveria ter ficado em 2º lugar.Sinceramnete de uma vez por todas , não entendo a equipe de jurados. Abraços amigo Evandro e J. Botafogo!

Lucas disse...

Por que a BAND não transmitiu ao VIVO como nos outros anos ? Que decepção.
Parabéns Miss Mexico, linda, a segunda colocada linda também.

Juju disse...

My dearest dear Evandro,
Chegamos ao fim da 1ª década do século XXI e, neste período da história de Miss U só conseguimos compor o top 3 uma vez (2007). Estavam nossas representantes, digamos...tão aquém das exigências atuais para ser uma Miss U? Não creio. Claro, houve injustiças a nível nacional (para mim, a maior delas cometida em 2008 contra Miss Ce). Houve, tb, a nível internacional: Gislaine Ferreira e Nathalia Guimarães foram dois exemplos. No entanto, analisando o concurso Miss U/2010, como explicar a presença de Miss Bélgica no top 15 (notaram a barriguinha dela?), ou ainda, da representante tcheca e seus caninos fora do lugar. Miss Colombia está dentro do padrão atual de Miss Manequim (alta e magra) mas, e a beleza facial? Sei não mas acho q caberia uma vaga para Débora.
Não tiro o mérito da mexicana (belo rosto). Porém, não teria Miss Jamaica o corpo mais bonito?
Será q o ideal para ser Miss U, é o rosto de Jimena no corpo da jamaicana? Ou quem sabe os olhos da russa no rosto da filipina? Ah! Pode ser o charme da albanesa com a passarela da irlandesa, ou ainda...Enfim...
Oxente amigo, beijus!
Juju

Tatiane disse...

Também concordo com a grande injustiça que fizeram com a miss Irlanda, ela era perfeita e muito glamourosa, com caras e bocas, uma verdadeira rainha da beleza universal.Adoro a mexicana e gostei da mesma ter vencido, mas a irlandesa , era pra ter ficado no top 5.

Anônimo disse...

O MU passou e pouco apendemos! O TOP 15 não premiou belezas européias, mas foi coerente com as sulamericanas: Venezuela e a anfitriã USA de fora do TOP15, após deixar de eleger lindas louras. Incoerente foi deixar Irlanda e Rússia de fora do TOP5, embora com Irina irreconhecível e outras candidatas Suécia, Suiça, Trinidad e Tobago, França, Grécia e um tri latino: 2008, 2009, 2010. Lupita Jones faz bom trabalho e quiçá imitado por outras vencedoras. Lá, eles sabem como usar os longos e impressionar o júri, investem no bem da beleza e gostam daquilo que fazem. A Televisa ou emissoras dos países conferiram importância ao evento e pagaram os direitos de transmissão. No México vibraram com a conquista da mexicana JImena Navarrete Rossete. Também enviaram para o MU sua mais linda representante, com um corpo dentro dos padrões aceitáveis. O esforço da nossa Miss Brasil está nas fotos. Parabéns Lyra. Mas o preparo oferecido pela Organização deixou a desejar e as roupas pouco coerentes com o ambiente numa noite de gala a prejudicaram também. Ano passado Larissa Costa escapou de um fiasco por pouco. Infelizmente se distanciam 42 anos de Miss Universo para o Brasil, espero que uma emissora de peso adote o concurso e patrocínio suficientes surjam para pagar os grandes estilistas e as roupas que uma Miss deve fazer para reprsentar. Mas por favor, por favor, escolham uma miss de qualquer estado, estableçam nossa alegria de ver a disputa e a surpresa da vitória no rosto da vencedora, independente da legenda do Estado, ainda que não se tenha nascido nele. Um abraço.

MARCIO LANDIN

Anônimo disse...

Quero lembrar aqui a beleza do cabelo de Miss Irlanda;aliado ao vestido...Acho que foi acertada a abertura do gala com ela.Quando ouvi as medidas de uma candidata durante o MBU :busto 84 cm,'vi' claramente que o padrão havia mudado.Os 20 kg abaixo dos centímetros da altura ainda não são suficientes!!Sem justificar as medidas de nossas misses (Débora tinha 1,80 e 60kg);mas não dá!Devemos nos ajustar a isso? Quero dizer:a menina tem que se sacrificar,quase como as modelos?Os corpos não eram todos bonitos ,mas magros.Como falei antes,no MB só RJ e MT (e lembrando CE,também) tinham corpos finos.Na época ainda achei Miss RJ magra demais...A gente vê os braços palito,ancas pontudas e sem recheio,pernas palito (iguais aos móveis década 60).Às vezes até concordo mas, uma parte em mim discorda.Em outros concursos internacionais, o Brasil sempre se dá bem.Abraços, Japão

Roberto Wagner disse...

Amigos gostei da vitória de Miss México,mas daria o primeiro lugar também para Miss Filipinas.Não classificaria a Miss Austrália,havia outras melhores como Miss Irlanda,Guatemala,Trinidad e Tobago,Bélgica,Albânia,Russia,embora esta com uma passarela um tanto quanto fraca;até a Miss Porto Rico era melhor que a Austrália.Não colocaria a Jamaica em segundo,preferia a Filipinas.Abraços RW.

Roberto Wagner disse...

Amigos esqueci de mencionar a Miss África do Sul,linda!Lembrando a classe das misses dos anos 50 e 60.RW.

Anônimo disse...

Francamente, acho que "surrupiaram" a coroa da cabeça da MISS IRLANDA - disparada, a melhor concorrente da noite: a moça era linda, expressiva, alta, elegante. Destacou-se em tds os segmentos e em traje de gala foi um verdadeiro desbunde diante das demais. Mas acho que a questão da IMIGRAÇÃO no eixo MÉXICO x ESTADOS UNIDOS pesou na hora e Trump não pestanmejou: ordenou aos seus súditos que coroassem a mexicana. Uma pena ainda termos de conviver com essas posturas, no final da primeira década do Século XXI. A guatemalteca era linda também. Não entendi as presenças da australiana e da jamaicana no TOP 5: fraquíssimas. E olhe que a jamaicana, mesmo recheada de visíveis celulites, ainda arrebatou o 2º lugar - UM ABSURDO. A filipina, que se mostrava bem nas fotos, foi um verdadeiro fiasco.' Lamenntável ainda a ausência de DEBORA LYRA no TOP 15. Se a desculpa foram os tais "quilinhos a mais" (que, sinceramente, não deu pra notar a existência dos mesmos), o que tinha de Miss no TOP 15 desengonçada, umas sem cintura, outras recheadas de estrias e outras com gorduras e pneus aparentes mesmos. Louvável apenas as ausências das Misses ESTADOS UNIDOS e VENEZUELA - as mais fracas em td a história dos concursos nacionais naqueles países. A transformação da venezuelana beirava ao absurdo. Desta vez Osmel falhou, e falhou feio mesmo: acabou literalmente com o nariz da moça e a lipoescultura a deformou, deixando-a reta, sem cintura, o que deixou a ausência do glúteo (que ela não tinha mesmo) bastante sobressalente. Por fim, ganhou a mexicana, uma moça magrinha, de baixa estatura, sem nada que a destacasse das demais, sem ser jamais considerada uma beleza estonteante, daquelas de chamar a atenção em dias de sol ou de parar o trânsito na esquina da São João com a Paulista; uma beleza comum, trabalhada com uma maquiagem pesada e bastante escurecida nos olhos, além de cpilios postiços que quase que impediam da moça abrir os olhos, se por algum momento ela os fechasse. A mexicana era um misto da falecida atriz global LEILA LOPES, com a outra global JULIANA PAES (sendo esta esfuziante, o que não acontece com a outra...) e a cantora PAULINHA, da Banda de Forró nordestina "Calcinha Preta". Enfim, foi esse o espetáculo deprimente do MISS UNIVERSO 2010. Mas é assim mesmo, mais um ano se passou e vemos que td volta a ser como dantes, no Quartel de Abrantes....Ah, outra observação: Se não mudarem a produção local, a franquia do Concurso Miss Brasil e a televisão que detém o direito de apresentação, vai ficar IMPOSSÍVEL sonharmos com um título, por melhor que seja a nossa candidata. Abraços. MARIA ALICE FRAGA DE ALBUQUERQUE, de Teófilo Otoni-MG.

Anônimo disse...

Francamente, acho que "surrupiaram" a coroa da cabeça da MISS IRLANDA - disparada, a melhor concorrente da noite: a moça era linda, expressiva, alta, elegante. Destacou-se em tds os segmentos e em traje de gala foi um verdadeiro show diante das demais. Mas acho que a questão da IMIGRAÇÃO no eixo MÉXICO x ESTADOS UNIDOS pesou na hora e Trump não pestanejou: ordenou aos seus súditos que coroassem a mexicana. Uma pena ainda termos de conviver com essas posturas, no final da primeira década do Século XXI. A guatemalteca era linda também. Não entendi as presenças da australiana e da jamaicana no TOP 5: fraquíssimas. E olhe que a jamaicana, mesmo recheada de visíveis celulites, ainda arrebatou o 2º lugar - UM ABSURDO. A filipina, que se mostrava bem nas fotos, foi um verdadeiro fiasco. Lamenntável ainda a ausência de DEBORA LYRA no TOP 15. Se a desculpa foram os tais "quilinhos a mais" (que, sinceramente, não dava pra notar a existência dos mesmos), o que tinha de Miss no TOP 15 desengonçada, umas sem cintura, outras recheadas de estrias e celulites e outras com gorduras e pneus aparentes mesmos. Louvável apenas as ausências das Misses ESTADOS UNIDOS e VENEZUELA - as mais fracas em td a história dos concursos nacionais naqueles países. A transformação da venezuelana beirava ao absurdo. Desta vez Osmel falhou, e falhou feio mesmo: acabou literalmente com o nariz da moça e a lipoescultura a deformou, deixando-a reta, sem cintura, o que deixou a ausência do glúteo (que ela não tinha mesmo) bastante sobressalente. Por fim, ganhou a mexicana, uma moça magrinha, de baixa estatura, sem nada que a destacasse das demais, sem ser jamais considerada uma beleza estonteante, daquelas de chamar a atenção em dias de sol ou de parar o trânsito; uma beleza comum, trabalhada com uma maquiagem pesada e bastante escurecida nos olhos, além de cilios postiços que quase que impediam da moça abrir os olhos, se por algum momento ela os fechasse. A mexicana era um misto da falecida atriz-global-pornô LEILA LOPES, com a outra global JULIANA PAES (sendo esta esfuziante, o que não acontece com a outra...) e a cantora PAULINHA, da Banda de Forró nordestina "Calcinha Preta". Enfim, foi esse o espetáculo deprimente do MISS UNIVERSO 2010. Mas é assim mesmo, mais um ano se passou e vemos que td volta a ser como dantes, no Quartel de Abrantes....Ah, outra observação: Se não mudarem a produção local, a franquia do Concurso Miss Brasil e a televisão que detém o direito de apresentação, vai ficar IMPOSSÍVEL sonharmos com um título, por melhor que seja a nossa candidata. Abraços.

Anônimo disse...

De fato, o corpo MU é "anorexo" EM SUA MAIORIA e isso não agrada ao olhar brasileiro. Lá fora, saúde por práticas alimentares iniciou-se mais cedo e cuidados com o corpo fazem da Geração 80, a da Saúde. O Brasil compreendeu melhor essas práticas com a disseminação desses conhecimentos na área médica e mais tarde em academias especializadas após vários enganos, em clínicas especializadas. A mulher brasileira sempre foi naturalmente linda e as modelos brasileiras não nos deixam mentir. Porém até estas para se notabilizarem seguem uma rotina imperiosa, com um padrão internacional da mulher esguia. Há muito que o padrão MU se adequou a esta realidade, escapando dessas Alícia Machado em 1996, que não cumpriu esse "interesse" da organização no seu reinado, já nas rédeas de Trump. Se o padrão nacional brasileiro fosse adotadono MU, o Brasil o líder desse certamen com todas as larguras possíveis. Mas as mudanças não foram pequenas no MU: coroa, manto e cetro, o trono e os atos cerimoniais como se dividisem as épocas, ensaios, atividades e shows e o perfil soldadesco das chaperonas, patrocinadores e sedes. longos de gala caprichados e modenos. A própria contagem de notas e as medidas consideradas padrão busto e quadris; cintura e coxas, tornozelos e a influência do gala final e das respostas finais. Nós que nos desatualizamos de 1969 a 2010. Fica claro também os interesses comerciais da marca Universo. Com mais de uma Miss Universo estão os latinos: México, Porto Rico e Venezuela, até Philipinas e Japão perceberam e conseguiram, como os benefícios turísticos de um MU e colhem hoje o resultado de longo trabalho coordenado por pessoas que gostam daquilo que fazem em seus países e nos lugares que enviam representantes. Quando e em que século iremos nos adequar ao mundo moderno do Miss Universo? E veremos novamente nisso algo interessante para nosso povo, como já foi isso um dia? Será que seria melhor abandonarmos o certame?Demoramos tanto a nos adequar nas comunicações, demoramos tanto a nos adequar na economia, a nos adequar nos investimentos.
Enfim, Jimena não é um sucesso isolado dos mexicanos: Em 2009, a morena Anagabriela Espinoza Marroquin venceu o Miss Internacional, na China e em 2007 Priscila Perales em Tóquio. No Miss Latina, as mexicanas ainda sentem saudades de Lorena Burruel em 1987, mas se destacam bastante: Sarahi Carrilo em 2010, segunda finalista; Rosa Beltrán em 2005, segunda finalista e Rosa Manriquez, Segunda Finalista 1998

Qualquer outro país menor que o nosso se orgulharia até hoje de suas vencedoras, também fari ao melhor pelas suas futuras representantes. Isso inclui as coordenações nacionais e estaduais e a rede que transmite o evento pelos canais abertos e a rede que transmite pelos canais fechados e patrocinadores.

Que cada um reflita isso para si mesmo.

MARCIO LANDIN

Diego Marinho disse...

Com relação a Miss Brasil 2010, encontrei em alguns blogs internacionais, dizendo que a brasileira era muito pesada para ser uma Miss Universo. Isso o povo brasileiro já sabia, até mesmo a Gaeta.Decepção??? De maneira alguma! A Débora Lyra é muito bonita de face e cabelo, mas a mesma não está no padrão das misses atuais.Anos 50 e 60 valorizavam curvas, a realidade de hoje é bem diferente. Também achei uma sacanagem com a Miss Irlanda , a mesma deu um show em todos os momentos e não ter ficado nem no top 5 , assim é demais!!!

Anônimo disse...

Também concordo com Botafogo em relação ao fato de MB não perder peso.É visível que a irlandesa emagreceu,até seu rosto mudou (para pior).Incrível como foi se preparar na Colômbia.Sabia aonde estava a mina.Mas os jurados do Brasil não entendem nada de MU(foi notória a classificação das 5 finalistas pela magreza).Exceção de Miss Austrália,que deveria estar bem pontuada.abraços, Japão

Lucas disse...

Além da quase unanimidade da preferência à Miss Irlanda, gostaria de lembrar a linda expressão facial singela da Miss Ucrânia. As duas são lindas.

Hamilton Mota Mendes disse...

Concordo com quase todos os comentários e já tinha cantado antes que a nossa Débora não ficaria entre as quinze,por lembrar as misses dos anos 50 estilo violão

com exceção de Adalgisa (hors concours) que venceu o violão Sonia Maria Campos de Pernambuco em 1958 com o Maracananzinho vaiando o resultado. Débora com certeza faria um sucessão naquela passarela maravilhosa e única nos tempos dourados. Miss México,eleita Miss U-2010,é uma beleza comum,mas extremamente convincente.Tem um quê de Juliana Paes melhorada,sem aquela olhar sanpaku da atriz brasileira. A grande injustiçada da noite foi a Miss Irlanda - MARAVILHOSA. Filipinas desfilou feito uma diva e a australiana é simpática,mas é meio alface lavada,ou seja,falta dendê. Saudações vascainas Hamilton

Anônimo disse...

A Band transmitiu o concurso de madrugada...eu hein!...e não mostraram a miss Brasil em traje nacuional, quer dizer nós os brasileiros não a vimos em momento nenhum no concurso...isso é um mau sinal!!!A Band mostra com isso o seu desinteresse pelo concurso...será que teremos mais um período de escuridão, sem tramsmissões e notícias dos concursos...tomara que não...vai depoender de nós...Vamos a luta se não a coisa vai degringolar...precisamos protestar, afinal eles anunciam que vão transmitir e o fazem pela metade...é decepcionante!!!AH! Band!!!!Pareceu a Globo no Oscar...Meus pêsames......lastimável...Hilton

GIOVANI disse...

Concordo com você Hilton! Apesar de ter assistido pela TNT, mas vejo o grande desinteresse da Band com o concurso.Comentam que ano que vem o Miss Brasil e Universo será transmitido pela Rede TV, mas nada concretizado.Espero que realmente essa luz não se apague novamente!

Anônimo disse...

Uma emissora de classe precisa abraçar a causa do Miss Brasil e que veja isso como um mercado aberto para captar patrocionadores e elevar o nível desse concurso que está deixando a desejar nas mãos da GAETA e da BAND, É PRECISO MUDA JÁ. Não nos conformamos com coordenaçoes que não valorizam a beleza no Brasil, são absolutamente retrógradas, e estã fora da sintonia com o MU. Queremos a valorização dos missólogos, dos jornalistas de renome, dos estilistas e das empresas que possam apoiar a beleza no Brasil, queremos um título de Miss Universo e mais, queremos também a valorização dos estados e a renovação das coordenações. FORA GAETA!

PESQUISE QUALQUER ASSUNTO AQUI NO NOSSO BLOG

,

,

################### 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS UNIVERSO 1967 ##################

################### 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA  MISS UNIVERSO 1967 ##################
SYLVIA LOUISE HITCHCOCK, MISS USA e MISS UNIVERSO (IN MEMORIAM)

############## 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS BRASIL UNIVERSO 1967 #################

############## 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS BRASIL UNIVERSO 1967 #################
CARMEN SÍLVIA DE BARROS RAMASCO, MISS SÃO PAULO e MISS BRASIL

,

,

############################## PANTEÃO DO BLOG ###########################

############################## PANTEÃO DO BLOG ###########################

********************************* NOSSAS VICES-MISS UNIVERSO ********************************

********************************* NOSSAS  VICES-MISS UNIVERSO ********************************