quarta-feira, 4 de novembro de 2009

NOSSO ADEUS A COREÓGRAFA DAS MISSES - MARIA AUGUSTA NIELSEN



Caros amigos, noticio aqui a triste notícia do falecimento no dia 1° de novembro, às 6 horas da manhã no Rio de Janeiro, de nossa grande dama das passarelas - Maria Augusta Nielsen. Maria Augusta fundou a SOCILA - Sociedade Civil de Intercâmbio Literário e Artístico, em meados de 1953. Que o nosso Deus, o Todo-Poderoso, receba Maria Augusta no seu reino eterno, amém!

Comentário de Hamilton Mota Mendes aqui no Blog:

Aos Missólogos:Faleceu na madrugada de Domingo(dia primeiro)Maria Augusta Nielsen aos 86 anos de parada cardíaca.Maria Augusta foi um dos ícones dos concursos de Miss Brasil nos anos 50 e 60.Era ela quem ensaiava o andar,a paradinha o pivô e o sorriso das candidatas a Miss Distrito Federal,Guanabara e Brasil.Gugu era o apelido dela e segundo O Globo (dia 4 do 11 de 2009-pg.19-Obtuário)costumava dizer que havia sido "a fada madrinha de muitas cinderelas".Foi casada com o ator Jardel Filho e Anselmo Duarte Jr,filho da atriz Ilka Soares e afilhado de Maria Augusta da Socila(entidade que fundou)tem planos de lançar o documentário "A batuta Mágica",numa referência à bengala que ela usava nos concursos de Miss.Que esteja nos reinos do céu junto com outras misses que já se foram. Abraços Hamilton.

"Gugu, porque elegância é fundamental"

Roni Filgueiras

Ela ensinou ao Brasil a ser elegante. Entre os anos 50 e 70, a empresária Maria Augusta Nielsen ditava o que era de bom tom em sociedade. Fundadora da Socila, em 1954, ela aceitou o convite de dona Sarah Kubitschek para preparar as filhas, Maria Estela e Márcia, para o début em Versailles.

— Passei a dar aulas no Palácio das Laranjeiras para as meninas. Depois disso dona Sarah reuniu as amigas e as irmãs para que eu as orientasse também. Até o presidente ia para lá na hora do lanche. E perguntava: “Como é que eu estou, professora, estou bem?”. E aí ele desfilava e também dizia que precisava de aulas. Eu dizia, “o senhor não precisa disso, presidente”. E ele respondia: “Preciso sim, sou de Minas”. Ele era muito engraçado, ficamos muito amigos — lembra Maria Augusta.

Foi o próprio Juscelino que, em 1957, ajudou a legalizar a escola de aperfeiçoamento social, já que não havia registro da profissão no país.

— Um dia tomei coragem e disse a JK: “Presidente, estou trabalhando na ilegalidade”. Então, ele reuniu uma banca examinadora com diplomatas do Itamaraty, um médico e professores para me argüir. Passei com louvor e recebi o registro — conta Gugu.

Depois da temporada no Palácio das Laranjeiras, freqüentar a Socila virou item obrigatório na agenda das moças bem-nascidas.

— Dona Sarah abriu portas incríveis, é claro que nós fizemos um bom trabalho, mas também tivemos uma estrela fantástica. Depois da temporada no Palácio, foi um deus-nos-acuda, veio toda a sociedade procurar a Socila, foi uma maravilha.

Maria Augusta lançou muitas delas em passarelas, inclusive no exterior: de Lúcia Moreira Salles — segunda brasileira a desfilar para a maison Chanel — e Cookie Richard a Marina Colassanti e Florinda Bolkan.

Fonte: trecho da matéria publicada no jornal O Globo em 02/07/2005/Caderno Ela

6 comentários:

ANSELMO DUARTE JR. disse...

Bela homenagem a Maria Augusta. Abraço do Anselmo Duarte Jr.

J. Botafogo disse...

Com o toque da sua bengala, ela fez o Brasil brilhar nas passarelas internacionais.
Abraços!

MARCIO LANDIN disse...

Eterna Maria Augusta!

Homenagem justa. Uma mulher responsável direta pela "desenvoltura" e elegância das Misses 50/60. Recordo Assis Chateaubriand, falecido em 04 de abril de 1968 e dono do Diários Associados. Ambos visionários em uma época extremamente difícil com trânsito militar, souberam perscrutar talentos e dividir anseios entre todos. Altruístas, cederam o melhor momento de suas vidas e os louros às estrelas da festa. Discretos! A minha recordação de Maria Augusta foi apenas na Era 70. Exemplo de sucesso. O sucesso de ambos esteve no amor no que faziam e no seu altruísmo. O resultado poderia ser uma Festa ou Vaias populares de Maracananzinho lotado, mas prevalecia a surpresa e a diversidade do resultado era vista lá fora pela História e fotos que temos. Com eles, estivemos no topo do MU, ameaçamos os "líderes" da época, conquistamos vitórias, guardadas as limitações e seu pioneirismo. Esperamos que em nossos dias, surja alguém com tal "porte" e visão de administrador e uma mulher de classe como aquela, mas com mesma ética profissional. A ela deve-se esta profissão! Que os missólogos e personalidades do país retornem ao acento do júri como os que tivemos o privilégio de ter e aquela "batuta" despertem nas jovens de hoje o interesse em participar de um concurso de beleza e as estrelas voltem a brilhar no Brasil como sugere a nossa Bandeira brasileira que é comemorada no dia 19 de Novembro e a Canção das Misses não seja um solo de vinil esquecido nas brumas da voz da cantora do rádio Helén de Lima. Afinal não precisamos continuar de migalhas, assistindo sentados o os dólares orientarem os resultados e nossos "baluartes" ofuscarem as estrelas e suas representações modificando o mapa, a bandeira e a imagem do que somos.

ML

Anônimo disse...

...é, pois é!!!!...
Mais uma brasileira que se foi...e eu que tinha o sonho de vê-la no palco do Miss Brasil sendo regiamente homenageada!!!...que pena!...ela merecia isso e ninguém se tocou da importância que seria fazer justiça a alguém que elevava o certame às alturas em se tratando de classe e responsabilidade...Se hoje podemos ainda( e ainda bem!!!)assistir aos concursos de beleza que nos são tão caros é pq houve gente como ela, como Marly Bueno, Paulo Max, a TV TUPY, e atualmente a Band que tem segurado o evento.
Sinto realmente muito, muitíssimo que não tenha dado tempo(ou, pior! Não tenha havido interesse de quem de direito)de se dizer a ela e a tantos: Muito obrigado...
Pena, pena pena!!!...
Estou sinceramente de luto... HIlton

Roberto Wagner disse...

Amigos temos mesmo que ficarmos de luto,pois Maria Augusta era simplesmente "DIVINA".Para mim ela era a Grande atração dos concursos de Miss.Eu criança ainda adorava!!quando ela aparecia com aquela bengala que Chaplin também imortalizou e foi utilisada em muitas coreografias de dança no Brasil afora.Um grande VIVA!!!!!para Maria Augusta,ela merece.
Vou transcrever a nota do Jornal "O GLOBO" do dia 5 de novembro de 2009 pg.17:Maria Augusta Thurmann Nielsen (SOCILA).
Os amigos da querida Maria Augusta convidam para a Missa de sétimo dia AMANHÃ,sexta-feira,dia 6 de novembro de 2009,às19:30 horas,na Igreja da Ressureição,Rua Francisco Otaviano,99-Ipanema.

Roberto Wagner disse...

Evandro que maravilha a foto das candidatas a Miss universo 63.Meus olhos bateram imediatamente em Yeda.Linda!!!Maravilhosa!!!Ela merece.Abraços RW.

PESQUISE QUALQUER ASSUNTO AQUI NO NOSSO BLOG

,

,

################### 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS UNIVERSO 1967 ##################

################### 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA  MISS UNIVERSO 1967 ##################
SYLVIA LOUISE HITCHCOCK, MISS USA e MISS UNIVERSO (IN MEMORIAM)

############## 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS BRASIL UNIVERSO 1967 #################

############## 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS BRASIL UNIVERSO 1967 #################
CARMEN SÍLVIA DE BARROS RAMASCO, MISS SÃO PAULO e MISS BRASIL

,

,

############################## PANTEÃO DO BLOG ###########################

############################## PANTEÃO DO BLOG ###########################

********************************* NOSSAS VICES-MISS UNIVERSO ********************************

********************************* NOSSAS  VICES-MISS UNIVERSO ********************************