sábado, 11 de agosto de 2007

MISS UNIVERSO 1954 - HISTÓRICO COMPLETO



Data: 24 Jul 1954
Cidade: Long Beach, California, USA
Participantes: 33 Candidatas estrangeiras

Resultado Final:
1º Miss USA - Miriam Jacqueline Stevenson
2º Miss Brasil - Maria Marta Hacker Rocha
3º Miss Hong Kong - Virginia Lee Wai-Chun
4º Miss Alemanha - Regina Ernst
5º Miss Suécia - Ragnhild Olausson

Semifinalistas:
Miss Argentina - Ivana Olga Kislinger
Miss Chile - Gloria Legisos
Miss Costa Rica - Marian Esquivel McKeown
Miss França - Jacqueline Beer
Miss Grécia - Rika Dialina
Miss Italia - Maria Teresa Paliani
Miss Noruega - Mona Stornes
Miss Panamá -Liliana Torre
Miss Peru - Isabella León Velarde Dancuart
Miss Filipinas - Blesilda Mueler Ocampo
Miss Uruguai - Ana Moreno

Miriam Jacqueline Stevenson, tinha 21 anos, com 92cm de busto, 61cm de cintura e 92cm de quadris, olhos claros e cabelos louros, natural da Carolina do Sul.
Miss Simpatia – Miss Grécia ( retirou-se do concurso)
Garota mais popular – Miss Brasil
Entre os jurados estava a atriz Susan Ball.
A companheira de quarto de Miss Brasil era a Miss Connecticut, Andréa uma divorciada e tinha um filho. No início do Miss Universo os organizadores não ligaram muito para o estado civil das moças, notadamente as misses americanas. Em 1955, Emília Barreto Corrêa Lima contou em entrevista à revista OCruzeiro que havia várias misses casadas, inclusive com os maridos presentes. Sòmente em 1957 houve o primeiro caso de desqualificação da Miss USA, Leona Gage, pelo fato de ser casada e ter dois filhos. Como Leona havia se classificado em as 15 semifinalistas, em seu lugar entrou a Miss Argentina, Mônica Lamas. A partir de então começou todo um rigor para barrar do certame as misses casadas. Mesmo assim, tive o caso de 2002 da brasileira Joseane Oliveira e ainda uma suspeita em 1972 com Kerry Ann Wells mas não comprovado.
Voltando a 1954, a grande favorita ao título era Martha Rocha. As bolsas de apostas davam como certa a vitória da brasileira. O prestígio do concurso nos Estados Unidos ainda não estava consolidado e também nenhuma americana havia vencido o concurso. Segundo a opinião dos especialistas, a candidata americana “tinha que vencer”, pela própria sobrevivência do certame, claro que pela ótica dos organizadores. Miriam Stevenson doou um dos carros que ganhou à Martha Rocha, um dodge último modelo. Este carro deu muita confusão na alfândega brasileira e Martha quase não o recebe, teve até interferência de ministro de Estado para solucionar o empasse.
Marta, com 38 polegadas de quadril, perdeu para a americana Miriam Stevenson, de 36.
Os enviados especiais da imprensa brasileira creditaram a derrota às duas polegadas (5 cm) a mais. A explicação revoltou o país e explodiu nas ruas quando Pedro Caetano e Carlos Renato lançaram a marcha de grande sucesso do Carnaval de 1955: “Por duas polegadas a mais / passaram a baiana pra trás / por duas polegadas, e logo nos quadris / tem dó, tem dó seu juiz”. A história ainda é lembrada, ao noticiar o concurso deste ano, o Jornal do Brasil publicou uma foto da “eterna Miss Brasil” com a legenda “Duas polegadas tiraram o título de Martha”.
Todos acreditaram, menos a protagonista. “Nem eu mesma soube se essa história das duas polegadas teria sido verdade mesmo”, diz em Marta Rocha – Uma autobiografia, ditada a Isa Pessôa. “Ninguém nunca me apresentou uma versão convincente sobre o detalhe que ficaria famoso – aquele que foi sem talvez nunca ter sido. Nos Estados Unidos, nunca ninguém me tirou as medidas.”
A verdade foi reposta no livro O império de papel, recém-publicado pelo jornalista Accioly Netto, na época diretor da revista O Cruzeiro. As duas polegadas foram acrescidas à crônica do concurso pela imaginação do repórter João Martins. Um ano antes, ele imprimira na capa da revista um disco voador fotografado no céu da Barra da Tijuca. Nos Estados Unidos, Martins combinou a cascata com outros jornalistas brasileiros. “Na volta, todos os presentes à reunião guardaram o maior segredo sobre a mentirinha”, relata Accioly. (Fonte: ©Instituto Gutenberg Boletim Nº 26 Série eletrônica Maio-Junho, 1999)
Miss USA – foi escolhida no dia 21 de julho entre 44 candidatas.
Bom final de semana para todos. Abraços

2 comentários:

J. Botafogpo disse...

Amigo Evandro, belo trabalho de pesquisa e cultural sobre o "Miss" Universo 54. O que muito me impressiona, é que este "Ícone" brasileiro, Martha Rocha, já foi tão comentado e cada vez que lemos algo sobre ele, o "Ícone", é sempre como se fosse a primeira vez.
Susan Ball, fora uma atriz de Hollywood, que em início de carreira, quando filmava ao lado do ator Jeff Chandler (já falecido), numa das ilhas do Pacífico, a fita "Ao Sul de Sumatra", escorregara e machucara uma das coxas, contraindo câncer. Operara - se tendo ainda uma pequena sobrevida, vindo a falecer pouco tempo depois sem ter alcansado o estrelato. Não tenho notícia se ela chegara a fazer um outro filme.
Abraços.

Raimundo Junior disse...

Gostei bastante do texto, bem elucidativo, parabéns!

PESQUISE QUALQUER ASSUNTO AQUI NO NOSSO BLOG

,

,

################### 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS UNIVERSO 1967 ##################

################### 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA  MISS UNIVERSO 1967 ##################
SYLVIA LOUISE HITCHCOCK, MISS USA e MISS UNIVERSO (IN MEMORIAM)

############## 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS BRASIL UNIVERSO 1967 #################

############## 50 ANOS DA ELEIÇÃO DA MISS BRASIL UNIVERSO 1967 #################
CARMEN SÍLVIA DE BARROS RAMASCO, MISS SÃO PAULO e MISS BRASIL

,

,

############################## PANTEÃO DO BLOG ###########################

############################## PANTEÃO DO BLOG ###########################

********************************* NOSSAS VICES-MISS UNIVERSO ********************************

********************************* NOSSAS  VICES-MISS UNIVERSO ********************************